Será que sei?!!

Num blog amigo encontrei este texto sobre a vocação...
Muitas vezes pensamos que temos certezas sobre quem somos...e quando começamos a questionar-nos sobre quem fomos...quem somos...ou quem queremos ser...apercebemo-nos de que as nossas próprias certezas tornam-se, lentamente, em dúvidas...
Mas.....leiam o texto e tirem as vossas próprias conclusões...



Eu não gosto da palavra talento, a principal razão, e tenho de o admitir com humildade, é que não tenho nenhum talento ou vocação.  Tenho imensos interesses, já experimentei muita coisa, mas nunca pude dizer – “Tenho jeito para isto”. Adoro música, mas não tenho ouvido. E apenas aos 13\14 anos é que me comecei a interessar a sério pela área.




Parece paradoxal, não ter vocação para o que se gosta. Não teremos nós tendência para seguirmos a nossa vocação, visto que não temos de desenvolver tanto esforço para ter qualidade nessa área? Talvez. É confortável. Talvez dê uma sensação de completude – “Eu fui feito para isto”. O problema é se temos uma habilidade inata para algo que não se gosta de fazer, mas temos características que nos permite ser bons.




Penso que este tema terá de ser inicialmente abordado com a seguinte questão – “Qual é a minha vocação?”. Eu olho a maioria das pessoas nos olhos, e sei que elas não sabem responder a esta questão. Eu não sei. Sei quais são as minhas paixões, mas se tenho algum dom, desconheço-o de todo. Então, como e quando  descobrir a vocação?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tema de reunião: "Valor da Oração..."

Liberdade Humana

Oração Espontânea