...Quando é que Jesus nasceu?...




Estava a "folhear" alguns dos blogs e, pelo meio, passei pelo do "CJOVEM". Gostei tanto de um post que vi que pensei em transcreve-lo para aqui...
Colocou-me a pensar sobre quando é que Jesus de facto nasceu pela primeira vez na minha vida...por isso deixo-vos aqui o post...




Ha vários estudos que questionam o dia e o ano do nascimento de Jesus, e até mesmo a terra onde nasceu. Que não seria Belém, mas Nazaré. Mas o que nos interessa aqui e agora não é tanto o Jesus histórico mas o Cristo da fé. Esse é o mais importante porque é esse que nos alimenta a fé e a esperança. É esse que nos salva. O resto deixemos para os arqueólogos, historiadores, etc. É como o nosso nascimento biológico e o 2º nascimento, para Deus e para a Igreja, no Baptismo. Daí que nos interessa ajudar-te a fazer uma reflexão sobre o nascimento de Jesus em nós. É que recordamos o nascimento dele em sucessivos natais mas... será que Ele já nasceu em nós? Vamos, pois, perguntar a algumas personagens bíblicas, e não só, se sabem quando Jesus nasceu... e onde.

Natal!!!!

É Natal!! Tempo de parar, tempo de estar com a família, tempo de comprar prendas, tempo de estar na fila interminável de fazer embrulhos...
Tentamos comprar, em cada Natal, os melhores presentes para os nossos amigos e famílias:
Filmes,Chocolates, brinquedos, meias, perfumes, etc.
Mas, esquecemo-nos, por muitas vezes, que afinal tivemos desde sempre os melhores presentes para a nossa família e para os nossos amigos:
Amizade, Amor, Carinho, Afecto.
Afinal, não precisamos de estar assim tanto tempo na fila dos embrulhos porque afinal os nossos presentes sempre estiveram embrulhados dentro dos nossos corações...
Por isso, aqui fica o desafio de dares um pouco mais de ti aos outros...

Por fim...

Qual é o presente que vais dar ao menino deitado nas palhinhas?


Cabazes de Natal


















Caros amigos JObens...


Queremos partilhar convosco e com todos os que participaram na campanha "+Alimentos" os resultados desta campanha.
Foram apresentados ao grupo a seguinte necessidade:
-6 Senhoras sozinhas
-3 Familias, respectivamente com 4 Filhos, 3 Filhos e 2 Filhos.

Na distribuição, o Grupo, deu predominância às famílas (15 pessoas) em relação às pessoas sozinhas (6 pessoas).
Contudo, conseguiu-se que todos os generos alimenticios estivessem representados de igual forma em todos os cabazes.

Aqui ficam alguns numeros dos generos que foram conseguidos durante a campanha de cabazes deste ano:
-48 Litros de Leite
-30 Kg de Massa
-67 Kg de Arroz

Por fim, agradecemos a todos os que colaboraram nesta iniciativa de solidariedade.

Desejamos a todos um Santo Natal.

com pequenos passos mas sempre firmes e insistentes que podemos todos melhorar o mundo

Presépio 2009

Como é costume em épocas natalícias, o JOb e amigos sairam à rua para montar o presépio na igreja da Nossa Senhora da Oliveira(Guimarães)... Nem o frio nos parou (também as francesinhas ajudaram... só faltava o digestivo pa ajudar a limpar a canalização :D)
Aqui está o momento fotográfico (não te preocupes Alex eu paguei os direitos de autor da expressão "momento fotográfico" ;P)

Com o apoio da Super Bock "Sabor autêntico" :D



Desde já agradecemos a participação de todos...todos fomos importantes em tornar este presépio diferente!!!...
Feliz Natal e Bom Ano Novo!!!!

Olá JOb +

Oi
Penso que todos devem estar bem.
Como é sabido no Sábado, vamos fazer os cabaz de Natal e fazer o presépio com tem sido ao longo deste nosso 8 anos de companheirismo, amizade e de fé.
Por isso, sábado estaremos a cumprir e sentir o que é o espirito de natal. Vamos dar um pouco de nos ao outros e preparamos para receber o Menino JESUS, fruto de amor de DEUS por todos nos.
Estamos a contar contigo.
Posto isto eu estava a vaguear pela internet e adorei este poema de Natal, espero quer gostem.



Natal Africano

Não há pinheiros nem há neve,
Nada do que é convencional,
Nada daquilo que se escreve

Ou que se diz... Mas é Natal.

Que ar abafado! A chuva banha

A terra, morna e vertical.

Plantas da flora mais estranha,

Aves da fauna tropical.

Nem luz, nem cores, nem lembranças

Da hora única e imortal.

Somente o riso das crianças

Que em toda a parte é sempre igual.

Não há pastores nem ovelhas,

Nada do que é tradicional.

As orações, porém, são velhas

E a noite é Noite de Natal.

Cabral do Nascimento

Obra Poética

Porto, Edições Asa, 2003


"Se ESPÍRITO do NATAL é vermos o rosto do MENINO JESUS em cada um de NÓS se o fizermos viveremos com DEUS o seu AMOR."
E não te esqueças, que a fonte de água viva és tu que enches o rio do amor e da amizade.JOb +


Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai.

Viver é...

Viver é crer nalguma coisa, é sonhar com algo de belo e grande, é acreditar, é ter esperança de que amanha será melhor, é a cada dia renascer, é a cada dia crescer, é ser cada dia melhor, é a cada momento sorrir!!! Viver é gastar a vida por uma causa, é estar acordado para a realidade do presente, é nunca descansar enquanto no mundo houver ódio, é lutar por um ideal, é nunca nos darmos por vencidos, é ser cada dia… unicamente JOVEM!!! Viver é darmo-nos generosamente ao mundo, viver é amor!!!

Texto bíblico com comentários feitos pela comunidade de Taizé de Dezembro:

Olá JOb+:

Como é normal, colocamos todos os meses, a meditação bíblica feita pelos Irmãos da Comunidade de Taizé.
Eu ainda não a li e nem fiz a minha meditação, por isso aqui fica para todos a fazerem.

Esta meditação bíblica é sugerida como meio de procura de Deus no silêncio e na oração, mesmo no dia-a-dia. Consiste em reservar uma hora durante o dia para ler em silêncio o texto bíblico sugerido, acompanhado de um breve comentário e de algumas perguntas.


Dezembro

Actos 12, 1-17: A masmorra vazia
Por esse tempo, o rei Herodes maltratou alguns membros da Igreja. Mandou matar à espada Tiago, irmão de João, e, vendo que tal procedimento agradara aos judeus, mandou também prender Pedro. Decorriam os dias dos Ázimos. Depois de o mandar prender, meteu-o na prisão, entregando-o à guarda de quatro piquetes, de quatro soldados cada um, na intenção de o fazer comparecer perante o povo, a seguir à Páscoa. Enquanto Pedro estava encerrado na prisão, a Igreja orava a Deus, incessantemente, por ele. Na noite anterior ao dia em que Herodes contava fazê-lo comparecer, Pedro estava a dormir entre dois soldados, bem preso por duas correntes, e diante da porta estavam sentinelas de guarda à prisão. De repente, apareceu o Anjo do Senhor e a masmorra foi inundada de luz. O anjo despertou Pedro, tocando-lhe no lado e disse-lhe: «Ergue-te depressa!» E as correntes caíram-lhe das mãos. O anjo prosseguiu: «Põe o cinto e calça as sandálias.» Pedro assim fez. Depois, disse-lhe: «Cobre-te com a capa e segue-me.» Pedro saiu e seguiu-o. Não se dava conta da realidade da intervenção do anjo, pois julgava que era uma visão. Depois de atravessarem o primeiro e o segundo posto da guarda, chegaram à porta de ferro que dá para a cidade, a qual se abriu por si mesma. Saíram, avançando por uma rua, e logo o anjo se retirou de junto dele. Pedro, voltando a si, exclamou: «Agora sei que o Senhor enviou o seu anjo e me arrancou das mãos de Herodes e de tudo o que o povo judeu esperava.» E, depois de reflectir, dirigiu-se a casa de Maria, mãe de João, de sobrenome Marcos, onde numerosos fiéis estavam reunidos a orar. Bateu à porta da entrada, e uma serva chamada Rode veio atender. Reconheceu a voz de Pedro e, com alegria, em vez de abrir, correu a anunciar que Pedro se encontrava em frente da porta. «Estás louca!» disseram eles. Como ela afirmava, sem hesitar, que era verdade, disseram: «É o seu anjo.» Pedro, entretanto, continuava a bater à porta. Eles abriram e, ao vê-lo, ficaram estupefactos. Fazendo-lhes sinal com a mão para se calarem, contou-lhes como o Senhor o tinha tirado da prisão e acrescentou: «Mandai dizer tudo isto a Tiago e aos irmãos.» Depois, retirou-se dali e foi para outro lugar. (Actos 12,1-17)

O rei Herodes em questão é Agripa I, neto de Herodes o Grande. Ele cresceu em Roma, na companhia do futuro imperador Cláudio. Em 41, quando Cláudio se tornou imperador, encontrava-se em Roma. A atmosfera em Jerusalém era muito tensa. O imperador Calígula, morto por envenenamento em Janeiro de 41, tinha querido colocar a sua própria estátua no templo de Jerusalém. Este projecto por pouco não provocou uma grande revolta. Herodes Agripa partiu imediatamente para Jerusalém afim de acalmar os ânimos.

Ele procurava apoio dos grupos fiéis às tradições de Israel, à Torá. Por outro lado opunha-se aos Cristãos. Talvez, em parte, por razões pessoais: não esperavam, os Cristãos, a vinda do seu Cristo, também chamado «rei dos Judeus» e portanto um potencial rival? Os Actos dos Apóstolos dizem que ele se virou contra os cristãos para assegurar o suporte dos círculos influentes de Jerusalém, hostis ao movimento cristão. Isto porque, por causa da sua fé em Jesus, alguns Judeus chegavam a relativizar o que diferenciava os Judeus dos pagãos. Iam mesmo ao ponto de afirmar que Judeus e pagãos, em conjunto, formavam agora um mesmo povo de Deus.

É dentro deste contexto histórico que Herodes fez matar Tiago e prender Pedro. Uma ou duas frases teriam sido suficientes a Lucas, autor dos Actos dos Apóstolos, para dizer que Pedro encontrara a liberdade em circunstâncias pouco claras. Mas ele quer descrever a noite de Pedro na prisão de modo a torná-la uma noite de Páscoa. Enquanto a Igreja em oração celebra os dias da Páscoa, Pedro faz, em seu próprio corpo, a experiência do mistério pascal. Esperando na masmorra pela execução, ele é já um homem morto. E eis que, em plena noite, as correntes lhe caem das mãos e dos pés. Ele é livre. Os guardas estão atordoados e Pedro sai da sua masmorra tal como Jesus saiu do túmulo. Ele pensa sonhar. Depois, quando volta a si, confessa a sua fé com as palavras que fazem eco da libertação de Israel na primeira Páscoa (Êxodo 18,4.9): «O Senhor arrancou-me das mãos de Herodes».

É uma mulher que recebe primeiro a boa-nova da libertação de Pedro. Rode reconhece a sua voz à porta da casa onde os cristãos estão reunidos. Mas, de tão contente, esquece-se de abrir! Lucas tem sentido de humor: enquanto se discute no interior, negando a possibilidade de que Pedro esteja livre, Pedro tem de esperar à porta e bater com mais força! Por fim deixam-no entrar. Ele explicou o que lhe aconteceu. E, mais uma vez, Lucas pisca o olho ao leitor para que se lembre da ressurreição de Jesus. Tal como Jesus enviou as mulheres que estavam no túmulo a anunciar aos discípulos e a Pedro e sua ressurreição, Pedro manda que anunciem a sua libertação «a Tiago e aos irmãos». Trata-se aqui de Tiago, irmão do Senhor, que parece ter sido, pelo menos depois deste momento, o responsável da igreja de Jerusalém. Pedro sai então da Cidade Santa e retira-se «para outro lugar». A expressão significa, em Ezequiel 12,3, a partida para a Babilónia. Aqui poderá ser uma indicação codificada de uma partida de Pedro para Roma.

- Quais são as masmorras e as correntes na minha vida? Em que ocasião da minha vida fiz a experiência do poder da ressurreição?

- Quando somos como os cristãos de Jerusalém, que conversavam entre eles para saber o que era ou não possível, quando lhes bastava abrir a porta para ver?

- Saído da masmorra, Pedro está preparado para uma nova etapa na sua vida. O que estarei pronto a deixar para trás, de forma a retomar o caminho com uma nova liberdade?

Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai.

Um feriado à maneira :)

Visita à Casa de Saúde do Bom Jesus
Foi um dia cansativo, mas muito bom para nos...um dia cheio de grandes experiências e tb de fortes emoções:)
Foi um dia que... nao tem explicação.... um dia simplemente fantástico:)



espero k tenham gostado...eu pelo menos gostei... e tenho a certeza k voces tb

beijinhos e abraços para todos
ate breve

Já encontraste o teu Tesouro?!!!




Se ainda não encontraste o teu Tesouro aparece!! 
No próximo sábado, no JOb às 16h08...temos um tesouro à tua espera!!!

Oração em S. Cláudio de Barco

Aqui estão as fotos da oração de Taizé que reuniu o arciprestado de Guimarães e Vizela
E já agora damos os parabéns à iniciativa da pastoral jovem do arciprestado...



Abraços a todos

Caim ou Abel...


Saramago é um incompreendido. Nega um Deus (que, apesar de não existir, é a causa de todos os males…) que, todavia, não é capaz de esquecer. Deus não existe mas não lhe sai do pensamento. Estranho, não é? À conta deste pesadelo, decreta impositivamente um atestado de quase insanidade sobre os que, para si incompreensivelmente, crêem em Deus. Saramago procura chamar à realidade milhões e milhões de pessoas que, ao longo dos tempos, vivem nas trevas, sem inteligência e discernimento, manipuladas por um Deus menor. Cautelosamente, o Deus menor da Bíblia que não o do Corão… (in http://mirante.aroucaonline.com/2009/11/02/deus-e-misericordioso/)

Voluntariado JOb



  O Grupo de Jovens da Oliveira irá entregar roupa, no próximo fim-de-semana, à casa do Gil.
Esta é mais uma iniciativa do grupo de jovens com o objectivo de aproximar o grupo à sociedade.

JOb::N'sAlimentos_Cabazes de Natal

Hoje começa a iniciativa "N'sAlimentos" de angariação de alimentos para as pessoas desprotegidas da nossa paróquia.
Os alimentos serão distribuídos pelas famílias ou pessoas mais carenciadas da nossa paróquia.



Podem entregar os alimentos junto da sacristia da Igreja da Nossa Senhora da Oliveira...até ao dia 19 de Dezembro.

Mais uma vez contamos com a ajuda de todos...



Agradecemos a vossa participação nesta nossa e vossa iniciativa de ajudar os mais desprotegidos

PARABÉNS JOb+

Pois é mais um ano se passou... e ca estamos nos para festejar esta data tao especial para todos:)


14 de Novembro é o nosso dia



Cada chama k tem por cima das letras... significa a LUZ que nos leva ao enconto d'Ele
....


e com isso nos conseguimos obter uma paz interior, um espirito de ajuda entre todos, união, amizade, etc.

Um Feliz Aniversário para todos
Bejinhos e Abraços

Parabéns a todos JOb +. Hoje é o nosso dia....



Falta algumas Horas....


É hoje o nosso aniversario, não é verdade meninos e meninas.
Como já estamos na 3 º classe do ensino primário (estou na brincadeira), já estamos mais maduros, tínhamos de comemorar esse facto, com poupa e circunstância.
Por isso o programa comemorativa é este:


14 de Novembro

Dia do nosso aniversario.

18:08- Ensaios para a Eucaristia de aniversário.
18:58 -Eucaristia do 8º aniversário do JOb +
20:38- Janta comemorativodo 8º aniversario, Café Elvis
(Custos custeados pelos os participantes)
Final do jantar, copofonia e levantamento de copos com um mix raly das tascas.
(Custos custeados pelos os participantes)

20 de Novembro

Musica para os teu ouvidos.
21:58 - Serenata na Oliveira, organização tunas da Universidade do Minho

21 de Novembro

Oração ao jeito de Taizé
20:58 - São Cláudio de Barco, Caldas das Taipas.

Espero que seja do vosso agrado.

Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai

Olá JOb +.

Contagem decrescente......
Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai

Hi-GOD'09_Passa a Palavra

olá JOb+
Mais uma vez estou cá.

Para mostrar-vos uma pouco como foi o Hi-God'09.
Uma actividade que o Grupo, participou.
Aqui fica algumas imagens.
Espero que gostem. Nos adoramos, acho não é isso malta?!



Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai

Texto bíblico com comentários feitos pela comunidade de Taizé de Novembro:

Olá JOb+:

Como é normal, colocamos todos os meses, a meditação bíblica feita pelos Irmãos da Comunidade de Taizé.
Eu adorei esta meditação bíblica. É uma paisagem bíblica muito bonita.
Mas vou deixar para vocês a fazerem e depois digam-me alguma coisa.
Aqui ficam algumas indicações para que estas palavras alimentem a nossa Fé e o nosso Amor.

Esta meditação bíblica é sugerida como meio de procura de Deus no silêncio e na oração, mesmo no dia-a-dia. Consiste em reservar uma hora durante o dia para ler em silêncio o texto bíblico sugerido, acompanhado de um breve comentário e de algumas perguntas. Em seguida constituem-se pequenos grupos de 3 a 10 pessoas, para uma breve partilha do que cada um descobriu, integrando eventualmente um tempo de oração.


Novembro

Marcos 2,13-17: Um novo começo
Jesus saiu de novo para a beira-mar. Toda a multidão ia ao seu encontro, e Ele ensinava-os. Ao passar, viu Levi, filho de Alfeu, sentado no posto de cobrança, e disse-lhe: «Segue-me.» E, levantando-se, ele seguiu Jesus. Depois, quando se encontrava à mesa em casa dele, muitos cobradores de impostos e pecadores também se puseram à mesma mesa com Jesus e os seus discípulos, pois eram muitos os que o seguiam. Mas os doutores da Lei do partido dos fariseus, vendo-o comer com pecadores e cobradores de impostos, disseram aos discípulos: «Porque é que Ele come com cobradores de impostos e pecadores?» Jesus ouviu isto e respondeu: «Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os enfermos. Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores. (Marcos 2,13-17)
Onde quer que vá, Jesus inverte as normas e as expectativas, trazendo uma frescura e a possibilidade de novos começos. O chamamento de Levi é um exemplo disso.
Primeiro Jesus ensina uma multidão de pessoas e não parece ser muito diferente de outros rabinos. Depois repara em Levi, um cobrador de impostos sentado no seu posto de cobrança. No tempo do Novo Testamento, os cobradores de impostos estavam excluídos da sociedade das pessoas honestas, por causa da sua desonestidade e da sua colaboração com os ocupantes romanos. Tal como as prostitutas, tinham sacrificado algo da sua integridade humana. Mas Jesus não vê em Levi somente um membro de uma profissão desonrosa: vê um ser humano, com os seus dons e as suas potencialidades, os seus erros e as suas feridas. A esse homem ele faz um chamamento: de modo simples, claro e incrível. E, também de modo simples, Levi responde. É talvez a única coisa que pode fazer. Trata-se de um novo começo.
O ambiente torna-se, então, mais informal e descontraído: é-nos mostrado Jesus à mesa com Levi e os seus colaboradores. Ao partilhar uma refeição com tais pessoas, Jesus não se incomoda minimamente com a sua própria reputação. Ao identificar-se com eles declara que, para ele, não há seres de segunda classe: há simplesmente seres humanos. Isso não quer dizer que o modo de vida dos cobradores de impostos seja bom, muito menos o sistema social ou os motivos que os forçaram a escolher tal vida. São como enfermos que precisam de médico. Mas, ao contrário dos Fariseus, justos e bem instruídos, Jesus olha para estes homens para além dos seus problemas: ao aceitá-los tão simplesmente ele renova a sua humanidade, e uma transformação torna-se possível.
O chamamento de Jesus, que ultrapassa todas as expectativas normais e que exige uma resposta, é um forte desafio. Mas é, também, profundamente humilde: Jesus não procura prestígio a partir da qualidade dos seus discípulos ou dos seus amigos. Preocupa-se totalmente com os outros, não consigo próprio: é a atitude de Deus para connosco.
- Será que às vezes, por causa dos meus defeitos, não me sinto à altura dos outros? O que me permitiu descobrir que, apesar disso, Cristo me chama como sou, sem estabelecer condições prévias?
- Como poderei eu, ou como poderá a minha comunidade, ajudar os outros a sentirem que são chamados e amados muito simplesmente por serem seres humanos?
Fonte:http://www.taize.fr/pt_article175.html

Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai.

Meditação do Irmão Alois_Todos os Santos

Hoje fui ver se havia alguma novidade para o encontro Ibérico no Porto, na web da Comunidade de Taizé.Quando vi esta pequena meditação, do Irmão Alois, achei que seria interessante colocar aqui no nosso blog.
Espero que gostem...

Todos os Santos: «Chamo-vos amigos»



O ícone da amizade
A festa de Todos os Santos lembra-nos que estamos rodeados, e que até somos levados, por multidões de pessoas que são testemunhas de Cristo: aqueles que nos precederam, desde os apóstolos e a Virgem Maria, até aos de hoje. Podemos apoiar-nos na fé dos que vieram antes de nós. E nós somos convidados a transmitir o tesouro da confiança em Deus à geração que nos sucederá.
No Credo, dizemos: «Creio na comunhão dos santos.» Estamos nesta comunhão e, nesse sentido, o dia de Todos os Santos é a festa de todos nós.
A comunhão dos santos não reúne em primeiro lugar aqueles que fizeram grandes esforços para garantir uma vida moral sem falhas. Em Deus, esta comunhão une «os santos de todos os tempos que viveram na sua amizade» (oração eucarística). A santidade consiste em permanecer perto da fonte da amizade de Deus. Cristo diz a cada um de nós: «Já não vos chamo servos, chamo-vos amigos» (João 15,15).
Cristo não veio apenas para nos ensinar, mas para nos dizer: Deus continua muito próximo de ti, e está presente para sempre. Ainda que a nossa fé seja pequena, Deus não pára de nos dar a sua amizade e de procurar a nossa.
Um ícone do século VI exprime isso perfeitamente; em Taizé denominamo-lo «o ícone da amizade». Vem do Egipto. Eu já o via no quarto do irmão Roger quando fiz as minhas primeiras visitas a Taizé, ainda muito jovem. Mais tarde, o irmão Roger quis colocar este ícone na igreja da Reconciliação, no local onde agora se encontra. No ícone, vemos Cristo colocar o braço sobre o ombro do seu amigo para caminhar com ele. Através deste gesto, Cristo toma sobre si os fardos, tudo o que pesa sobre o seu amigo. Este amigo chama-se Menas, mas representa também cada um de nós.
Olhar o ícone da amizade já é uma oração que nos une a Deus. Este ícone faz-nos ver o que está no coração do Evangelho: se Cristo é invisível aos nossos olhos, podemos, no entanto, confiar-nos à sua presença de Ressuscitado. Desde a sua ressurreição, pelo Espírito Santo, ele vem humildemente ao nosso lado. Não se impõe, mas acompanha cada ser humano.
Deus ama cada um sem condições. Hoje, para tornar acessível a fé cristã a um maior número de pessoas, é fundamental transmitir o que está no centro do Evangelho: a grandeza de Deus revela-se como amor, como capacidade infinita de se tornar muito próximo da humanidade.
Também entre nós podemos viver esta amizade que Deus nos oferece. Cristo reúne-nos numa só comunhão, a da Igreja. Ultrapassemos então as separações que continuam a perturbar a imagem da Igreja! Se pudéssemos fazer tudo para que fosse mais evidente que a ela é um lugar de amizade para todos! O dia de Todos os Santos não será como uma celebração desta amizade?
Tenhamos a coragem de desenvolver amizades, em especial com os mais pobres. A atenção aos mais abandonados tem um valor imenso nas nossas sociedades, onde tantas pessoas se encontram isoladas, incompreendidas.
Nestes últimos anos, nos encontros internacionais de Taizé, demos aos jovens cópias do ícone da amizade. Com este ícone, realizam pequenas peregrinações de confiança até outras pessoas, de uma cidade à outra, de uma paróquia à outra, em lugares de sofrimento, num hospital ou numa casa de crianças abandonadas.
E descobrem, entre os mais vulneráveis, reflexos de uma presença. Como na parábola do Evangelho, Cristo diz-lhes: sempre que visitastes um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim que encontrastes (ver Mt 25,31-46).
O irmão Roger recordava que, em cada dia, há uma opção a tomar entre mediocridade e santidade. É a cada momento que podemos responder apelo de Deus: «Sede santos» (Lv. 19.2) Optar pela santidade não significa necessariamente «fazer» mais. A superação à qual somos chamados é a amar mais. E como o amor precisa de todo o nosso ser para se expressar, cabe-nos a nós procurar, sem esperar nem mais um minuto, formas de permanecermos atentos ao nosso próximo.
Há tanta santidade escondida, vivida silenciosamente! E quantos homens e mulheres não têm consciência disso! Mesmo sem o saberem, já fazem parte dessa grande nuvem de testemunhas que, desde Abraão e Maria, acredita que «nada é impossível a Deus» (Lc 1,37).

O jornal francês «La Croix» pediu ao irmão Alois para escrever, ao longo do ano 2008-2009, uma meditação para cada grande celebração cristã.


Fonte:http://www.taize.fr/pt_article9191.html


Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai

Hi-GOD....Passa a PALAVRA!!!!!

AMANHÃ...ESTAMOS LÁ!!!!!
WORDsHoPs...

  • SMS Ciência::Luís Amaral
    Big Bang vs. 7 dias? Para quê Deus se tenho a Ciência?
  • SMS Música::Paulo Jorge
    Palavra e música fixe. O que é que uma coisa tem a ver com a outra?
  • SMS Enviado Especial::Cónego José Paulo
    Encarnação de Jesus... Isso já aconteceu há 2000 anos atrás! O que é que importa para HOJE?
  • SMS Misericórdia::P. Luis Providência
    Perdoar? Sempre? Tudo?
  • SMS Oração::Margarida Corsino
    Rezar? Para quê? O que é que eu ganho com isso?
  • SMS Justiça::João Pereira
    Pobre, sem-abrigo, doente profundo, marginalizado... Que tenho eu que ver contigo?
  • SMS Missão::P.Marcelo
    Dar a vida? Vai tu!
  • SMS Paróquia::P. Graça
    O padre fala muito... o coro canta mal... o que é que eu estou aqui a fazer?
  • SMS Sofrimento::I. Manuela
    Guerra. Pobreza. Sofrimento. Morte. Deus é amor?
  • SMS em Branco::Tiago Casaleiro
    Quando o silêncio se faz Palavra
  • SMS made in China::Fernando
    A Palavra em Chinês
  • SMS Gestual::Cândida
    A Palavra faz-se gesto (língua gestual)
  • SMS A Palavra nos números::Susana
    Simbologia dos números na bíblia
  • SMS Teatro::Joaquim Ribeiro
    Simbologia dos números na bíblia

Foi Bom!!!

Após uma reunião, no passado sábado, tão boa deu-me vontade de escrever sobre o que se passou lá...
Não pretendo ser negativo mas a ultima reunião teve um sabor especial para mim...mas isso também é normal já que no final da reunião houve bolo e chá (maravilha!!!!)
O que enriqueceu verdadeiramente a reunião foi a partilha entre todos e, de forma surpresa, vem de quem menos esperamos....

Voltamos a pegar na parábola do Filho Pródigo...é verdade!! Possivelmente, à primeira vista, podia dizer "É sempre a mesma coisa!!! Tantas vezes já ouvimos falar desta parábola...até já sei a história de trás pra frente...e de frentre pra trás!!"
Mas depois do que aconteceu na reunião digo:"Acreditem!!! Se estivermos de coração aberto e acolhermos a Palavra de Deus ela faz maravilhas no nosso coração!! E, de cada vez, que pegamos numa leitura e a lermos de forma acolhedora e com amor, Deus revela-nos o seu magnífico amor por nós!!"

Aqui ficam algumas impressões dessa mesma reunião:
-A parabola do filho pródigo é um tesouro. Dentro dela, encontramos algo inesperado e descrito de forma simples!! Esse tesouro é a esperança de que, mais tarde ou mais cedo, encontraremos a felicidade junto de Deus Pai"
-"Após a Tempestade virá sempre a Bonança"
-"Se calhar até foi bom o que aconteceu ao filho porque assim ele cresceu"
-"Da parabola fica a atitude do Pai de doacção, de coragem e de confiança no filho, em todos os momentos. Uma atitude de Amor"

Tenho a agradecer a todos a partilha que fez, em todos, crescer um pouco mais o Amor por Deus e pelos outros...Simplesmente, é isto que nos define e nos une...isto sim é SER JOb+

Um abraço fraterno!!!

Olá JOb +

Hoje JOb +, não se esqueçam, reunião as 17:00

Notícia de última hora.

Já temos as tão esperadas camisolas do grupo.
Aqui fica as imagens.



Espero que gostem.

Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai

Viver não é o vão preencher do dia-a-dia!!


Viver é crer nalguma coisa:
é sonhar com algo de belo e grande,
é acreditar,
é ter esperança de que o amanhã será melhor!

Viver é nunca desesperar,
é cada dia renascer,
é cada dia crescer,
é ser cada dia melhor,
é cada momento sorrir!

Viver é gastar a vida por uma causa:
é estar acordado para realidade do presente,
é ser homem simplesmente!

Viver é nunca descansar enquanto no mundo houver ódio:
é lutar por um ideal,
é nunca nos darmos por vencidos é ser cada dia, unicamente jovem!!

Viver é darmo-nos generosamente ao mundo!
Viver, viver é amor!!

Próximo sábado...Há JOb+ Com mtas surpresas!!!Apareçam!!!




Pode ser que um dia deixemos de nos falar...

Mas, enquanto houver amizade,

Faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe...

Mas, se a amizade permanecer,

Um de outro se há-de lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos...

Mas, se formos amigos de verdade,

A amizade nos reaproximará.

Pode ser que um dia não mais existamos...

Mas, se ainda sobrar amizade,

Nasceremos de novo, um para o outro.

Pode ser que um dia tudo acabe...

Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,

Cada vez de forma diferente.

Sendo único e inesquecível cada momento

Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.

Há duas formas para viver a sua vida:

Uma é acreditar que não existe milagre.

A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

Olá JOb +.

Sou eu de novo.
Como vocês estão, espero que bem, como sempre.
Hoje foi tratar de de uns assuntos no centro histórico em Guimarães.
E decide passar pela Oliveira no secretariado.
E vi uma livro muito interessantes.
Estava a ler as primeiras paginas desse mesmo livro.
E fiquei encantado por este paragrafo:

"Gertraud personifica a moderna forma de santidade na vida diária, sinal de esperança para o homem do terceiro milénio, batido pelas ondas dum relativismo feroz, que conduz à revolta contra Deus, negando-O, e contra si mesmo, impedindo-o de uma resposta sadia e livre às perguntas, que brotam do mais íntimo do seu ser-em-busca-de-sentido."

Fonte: Lauser, Nikolaus, "Gertraud Von Bullion - Serviam, Resposta de Amor", tradução:Manuel Ribeiro Alves, Paulus edirora, Lisboa 2009


Depois disso vocês pergunta-me quem é Gertraud Von Bullion, eu vou tentar dár vos a conhecer uma pouco de quem foi está grande senhora.

Gertraud von Bullion (1891 -1930) Alemanha. Conheceu Schoenstatt em 1917, trabalhando como enfermeira voluntária no Hospital Militar de Mons. Nesse tempo, Schoenstatt ainda não estava aberto ao mundo feminino.

Gertraud estava entusiasmada com as idéias e com os testemunhos de vida dos primeiros membros schoenstattianos, especialmente dos jovens soldados que pertenciam a Schoenstatt. Estabeleceu contato com o Pe. Kentenich, vindo a ser a primeira mulher a associar-se ao Movimento Apostólico de Schoenstatt. Juntamente com sua prima, consagrou-se em 8 de dezembro de 1920 à Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt; esta consagração deu início ao Ramo das Senhoras de Schoenstatt.

Com zelo e autêntico espírito apostólico, Gertraud von Bullion deu tudo de si em prol do crescimento da União das Senhoras e de todo o Ramo das Senhoras de Schoenstatt, até que uma grave tuberculose a fez renunciar a todas as suas atividades externas, levando-a a aceitar sua enfermidade como vontade de Deus, bem como a toda a renúncia que isso acarretava. Movida pelo ideal de sua vida "Serviam", "Quero servir!", descobriu o caminho para transformar sua doença em uma oportunidade de servir aos outros e ao Movimento de Schoenstatt, entregando-se inteiramente à disposição de Jesus e Maria.

Fonte: http://cmsms.schoenstatt.de/pt/index.php/conhecendo-schoenstatt/herois/gertraud-bullion.htm

Espero que tenham gostado. Eu adorei....

Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai

Parabéns Tiago

Pois é!!! hoje um dos nosso elementos mais recente, faz anos e com ja é costume preperamos lhe uma surpresa:)
Entao aqui vai... esperemos k gostes...


depois de tanto trabalho finalmente conseguimos... arranjamos uma foto de quando eras mais pequenino.. num dos teus aniversarios:)

bem tem la calma o bolo tem k chegar pra todos... nao podes comer tudo sozinho.... mas nos como somos muito gentis e como eras criança decidimos arranjar te....



...um outro bolo...agora nao o destruas... pede ajuda a um adulto ok!!!!

beijinhos e tem um bom dia:)

Voluntariado a.k.a. Caridade

Uma das mais importantes pessoas desta igreja que conhecemos dizia: "Mostrar-te-ei pelas minhas obras a minha fé".
Com esse espírito vamos "esmiuçar" no próximo sábado o assunto do voluntariado...Mas antes de passarmos à acção temos de reflectir sobre ele e termos uma maior noção sobre o que significa VOLUNTARIADO...essa forma de Caridade que, de certa forma, leva o coração de quem se voluntaria a despir-se de egoísmos e ganancias, tornando-o ainda mais generoso.

Então já sabem, no próximo Sábado, vamos falar sobre esta forma de CARIDADE que também leva a descobrir o rosto de Cristo naqueles que sofrem...

Aqui fica uma definição de Caridade (Wikipedia):
Caridade é uma das virtudes teologais e uma das sete virtudes. Tem o mesmo significado que o Ágape.
É um sentimento que pode ter dois sentidos, o sentimento para si mesmo, e ao próximo.
O Cristianismo afirma que a caridade é o "amar ao próximo como a si mesmo". E afirma que se uma pessoa não se amar adulterando e mentindo à si mesma sobre as coisas que a rodeia, defendendo somente o seu ponto de vista sem pensar no ponto de vista divino, pode estar "amando" o seu próximo, mas da sua maneira, pois quanto mais buscar o esclarecimento divino sobre como amar à si mesma, maior poderá ser o amor desta pessoa pelo seu próximo.
E afirma que nos dias actuais muitos estão buscando a Cristo, mas da sua "maneira", não procurando arrepender de suas acções, pois em si mesmos não acham culpa alguma, pois defendem os seus próprios pontos de vista. Esquecem-se que o salário de pecado é a morte, e quem não se ama (caridade) peca, pois quem exerce a caridade, não peca, pois acaba amando à Deus mais do que a si mesma, ouvindo assim a sua voz e colocando em prática a Verdade que recebe. Dizendo, que quem ama a Cristo, confirma também o Senhorio de Cristo sobre a si mesma, abandonando tudo por Ele, pois um Servo abandona tudo pelo seu Senhor, vivendo somente para ele.
Aliás, Jesus Cristo ordenou: "Amar a Deus sobre todas as coisas", isto para os cristãos constitui a parte fundamental da caridade.
Quem tem o amor, prova, não somente com palavras mas sim com acções. Abrindo mão dos costumes dos gentios por amar a Deus sobre todas as coisas, seguindo a sua voz e os seus mandamentos.
Resumindo e usando as palavras do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, "a caridade é a virtude teologal pela qual amamos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos por amor de Deus. Jesus faz dela o mandamento novo, a plenitude da lei. A caridade é «o vínculo da perfeição» (Col 3,14) e o fundamento das outras virtudes, que ela anima, inspira e ordena: sem ela «não sou nada» e «nada me aproveita» (1 Cor 13,1-3)" [1].
São Paulo disse que, de todas as virtudes, "o maior destas é o amor" (ou caridade) [2]. O Amor é também visto como uma "dádiva de si mesmo" e "o oposto de usar" [3]

Olá JOb +

Oi a todos:

Estava a trabalhar na minha dissertação, antes de colocar a meditação de Taizé.
E estava com vontade de dizer alguma coisa.
E até não podes ter muito interesse mas decidi escrever algumas palavras, mais uma pouco de uma viagem que eu fiz, como já escrevi aqui:

Senhor:

Ajuda-me SENHOR;
A ser um membro activo neste teu CORPO(corpo da igreja).
Neste teu corpo que me faz ser feliz perto de TI, PAI.
SENHOR, ajuda-me a compreender os teus SINAIS,
E que esses sinais sejam a minha FORÇA em TI.
SENHOR ajuda-me, a não te MAGOAR mais e não errar tanto,
E quando ERRAR ajuda-me a reconhecer onde o fiz.

Obrigado SENHOR

Seminário menor
04_10_09, Braga
A.A.C.R
2009




Fonte:http://www.youtube.com/watch?v=ZzFW3uFBZ1A

No Sábado na nossa reunião, lá estaremos, no mesmos local a mesmo hora.
Job+ Espero por ti.

Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai.

Texto bíblico com comentários feitos pela comunidade de Taizé de Outubro:

Olá a todos:

Estas meditações bíblicas são sugeridas como meio de procura de Deus no silêncio e na oração, mesmo no dia-a-dia. Consiste em reservar uma hora durante o dia para ler em silêncio o texto bíblico sugerido, acompanhado de um breve comentário e de algumas perguntas. Em seguida constituem-se pequenos grupos de 3 a 10 pessoas, para uma breve partilha do que cada um descobriu, integrando eventualmente um tempo de oração.

Outubro

Filipenses 2,1-5: Viver como amigos
Se tem algum valor uma exortação em nome de Cristo, ou um conforto afectuoso, ou uma solidariedade no Espírito, ou algum afecto e compaixão, então fazei com que seja completa a minha alegria: procurai ter os mesmos sentimentos, assumindo o mesmo amor, unidos numa só alma, tendo um só sentimento; nada façais por ambição, nem por vaidade; mas, com humildade, considerai os outros superiores a vós próprios, não tendo cada um em mira os próprios interesses, mas todos e cada um exactamente os interesses dos outros. Tende entre vós os mesmos sentimentos, que estão em Cristo Jesus. (Filipenses 2,1-5)

Há momentos na nossa vida nos quais compreendemos o quanto a unidade é essencial. Pode ser durante uma refeição partilhada com amigos ou numa reunião de família, quando vemos que todos estão contentes por estarem juntos. Pode acontecer que as diferenças e os mal-entendidos do passado não tenham desaparecido totalmente, mas perdem importância quando se celebram as relações de amizade. Estas experiências são momentos privilegiados. A unidade torna-se numa realidade viva. E apercebemo-nos de que ela é um dom, talvez o maior dos dons, que desejamos profundamente e que traz uma alegria incomparável.

Na sua carta aos Filipenses, São Paulo, escrevendo da prisão e numa situação de perigo para a sua vida, fala longamente da unidade e da alegria. Também fala do afecto que tem pelos Filipenses e da preocupação que eles têm em relação a ele. A sua relação iniciou-se quando Paulo começou a viajar na região. Eles tinham-no acolhido, a ele e ao seu Evangelho, e depois continuaram a apoiá-lo ao longo dos anos. A carta tem um tom de familiaridade e de confiança, como entre pessoas que aprenderam a partilhar e a estimar-se mutuamente. Podemos compreender a forma como o Evangelho transformou pessoas estrangeiras entre si em amigos, poderíamos até dizer que os transformou numa família.

No entanto, Paulo está preocupado com as notícias que recebeu a propósito de conflitos no seio da jovem comunidade (1,27; 2,14; 4,2). Ele responde convidando-os a levarem mais a peito o dom que receberam. As suas palavras parecem ter sido cuidadosamente escolhidas, certamente para deixar uma impressão duradoura aos seus leitores. Depois, ele evoca algumas das causas profundas da divisão e de seguida retoma a imagem de «ter os mesmos sentimentos». Mas agora não se trata dos seus sentimentos, mas dos de Cristo. Paulo quer que eles saibam que há realidades com poder nas nossas vidas que podem destruir o dom da unidade. Mas os crentes devem ser conduzidos por algo de mais importante, pela vida do próprio Jesus. Ao falar dos «sentimentos que estão em Cristo», Paulo não pensa em primeiro lugar nos sentimentos de Jesus no passado, mas sim no dinamismo da sua presença como Ressuscitado.

- Já alguma vez vimos como o Evangelho pode transformar estrangeiros em amigos, e até numa mesma família?

- Quais as causas profundas da divisão que eu devo conhecer? De que forma pode o dom de Cristo ajudar-me a avançar?


Beijos as meninas
Abraços aos meninos.
E que Deus e Maria estejam convosco.

Em breve eu volto, pode ser!!!!!

Aquele abraço e boas pedaladas, alexjudoka_gmr
Xau ai.

O rapaz que mendigava

Uma história tão simples e, no entanto, com tamanha profundidade...talvez esta é a melhor forma de descrever uma história que apenas contém umas simples cinco linhas...

A história de alguém que tem necessidades, tal como todos nós, e que depois de ter o que pretendia conclui que afinal aquilo que realmente fazia-lhe falta, infelizmente, não tinha conseguido alcançar...

Era uma vez um rapaz chamado João. Todos os dias ele andava a pedir dinheiro.
Depois, ficou com muito dinheiro e comprou uma casa.
Então ficou muito feliz, mas sentia-se sozinho.
Não tinha nem pai nem mãe.

Thiago Borges da Cruz, 9 anos, vive na Rua do Vale


Caso queiram ler mais alguma história aqui fica o endereço de onde foi retirada esta simples história... Tz




Já se encontra disponível no blog...todas as actividades e reuniões que irão acontecer durante os próximos meses até ao mês de Fevereiro...

Um grande abraço e esperamos por todos vós no próximo sábado às 17h no lugar de sempre....