Sociedade de competição


Vivemos numa sociedade competitiva. Isto é visível, por exemplo, no desporto, onde já não se trata de participar e divertir-se, mas de ganhar a todo custo. O adversário é um inimigo e o árbitro alguém que se procura enganar. O que importa é a vitória.
Também na sociedade em geral existe este espírito de competição. O cidadão compete com o vizinho, conseguindo mostrar um carro mais potente, a jovem quer ser como a vedeta da televisão; a criança compete com os colegas para ser o primeiro.
Não vou, de forma alguma, elogiar a mediocridade, como se os jogadores não devessem lutar para a vitória, como se o estudante não procurasse ter cada vez melhores notas, como se o cidadão não trabalhasse para ter muito sucesso na vida.
A competição, se for saudável, faz parte da vida. Cada qual recebeu de Deus mais ou menos talentos, que deve pôr a render, para que, quando o Senhor vier, lhe possa contar muitos sucessos. Quem recebeu um só, é esse que porá a render.
Um sábio da China disse tudo isto lindamente: "Se não puderes ser o sol, sê uma estrela; se não puderes ser uma estrela, sê uma fogueira no cimo da montanha; se não puderes ser uma fogueira, sê uma candeia que arde e alumia a tua casa."

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tema de reunião: "Valor da Oração..."

Liberdade Humana

Oração Espontânea