GUIMARÃES RECUA À ÉPOCA DO CONDADO PORTUCALENSE


Três dias de recriação da época do Condado Portucalense vão levar o centro histórico de Guimarães a uma viagem medieval. A I Feira Afonsina tem inicio dia 16 e extende-se até domingo, 18 de Setembro, tendo como palcos das recriações históricas a Praça de S. Tiago e os Largos da Oliveira e Cónego José Maria Gomes.
 Pretende, essencialmente, “potenciar os conceitos que presidem aos eventos já existentes, nomeadamente a Feira Joanina e a Doçaria no Convento.
Esta Feira será marcada por momentos musicais, teatro de marionetas, comércio encenado com regateiras, homens em negócios de troca directa, assaltos às bancas da feira, cenas de criminalidade, prostituição e outros vícios próprios da época.
A abertura da Feira realiza-se na sexta-feira, pelas 18h00, mas a inauguração solene só acontecerá no sábado, pelas 10h00. Durante os três dias os visitantes vão ter a oportunidade de aprender a fazer pão, pulseiras de couro ou até a fiar o linho.
O mapa da Feira estará dividido em várias áreas temáticas, nomeadamente no Quelho das Desgraças (local dos larápios, pedintes, meretrizes, loucos e empestados), no Posto de Vigia Militar (com homens militares armados), nos Jardins dos Infantes (jogos e brincadeiras medievais nos Jardins do Museu Alberto Sampaio), na Doçaria Conventual (mostra de doces conventuais de origem secular). Além disto haverá muita animação de rua, zona de artífices (produção manual de diversos objectos), zona de mercadores (venda de produtos) e zona de iguarias (artigos alimentares). Quanto aos momentos de recriação histórica haverá as “Notícias de Leão”, dia 16, pelas 21h30, no Largo da Oliveira; “A Chegada da Corte Condal”, dia 17, pelas 21h30, na Rua de Santa Maria, Praça de S. Tiago e Largo da Oliveira; “A Ceia do Conde”, no mesmo dia, pelas 22h00, no Largo Cónego José Maria Gomes; e o “Rumo à Batalha”, dia 18, pelas 21h30, no Largo da Oliveira.
Esta primeira edição do evento, que está inserido na Capital Europeia da Cultura, é, por isso, um convite ao reavivar de memórias sobre a fundação do reino de Portugal.
in Noticias de Guimarães


Sem comentários: